Browsing Tag

Texto

Comportamento

Dia ruim

Teve um dia ruim? Daqueles que você briga com todo mundo inclusive com o cachorro, se sente feia, inútil, encontra defeito em tudo, chora litros e litros por causa de um guarda-roupa que não tem uma roupa que preste e por borrar a maquiagem? Pois é, eu também.

Já tive dias péssimos tanto quanto esses, ou piores. Não sei o motivo certo, se é por autoestima baixa, desânimo ou uma simples carência. Talvez a melhor explicação seja: Eu sou mulher. Você, que é uma garota como eu, deve saber do que estou falando. Nesses dias, essas atitudes são tão complicadas para os homens e normal para nós que até irrita. Por exemplo, se eu digo “não”, quero dizer “sim, seu idiota”. Não sei se toda essa bipolaridade de humor muda conforme a personalidade ou é típica de pisciana ou ainda por causa da maldita TPM, mas não vou perder meu tempo procurando a resposta porque pode ser que nunca a encontre.

O mais engraçado é que um dia assim é como o fim do mundo, um caos completo onde tudo tem defeito, sendo que na manhã seguinte você acorda feliz, bem humorada, achando tudo cor-de-rosa, sorrindo até para estranhos. Ok, exagerei um pouco. Mas eu quis dizer que tudo passa no dia seguinte e você volta a falar com as pessoas como se nunca tivesse dado uma “patada” nelas, nem dado um olhar fuzilador e, pior, falado coisas sem pensar. Esquisito não é?

Mas pensando no lado positivo de tudo isso, ainda bem que os homens não devem ter dias assim. Se eles tem, disfarçam muito bem. Imagine um mundo onde todos ficam ridiculamente deprimentes no mesmo dia. Daí sim seria o fim! Quem sabe as mulheres não estariam no controle da relação, da casa, da família e em qualquer decisão.

Sei que você deve ter pensado que este texto é um desabafo, mas acabou virando uma terapia que conta um pouco dos meus próprios problemas e no final riu deles. De verdade, eu riu muito com toda essa loucura… no dia seguinte.

Comportamento

“Não tenho nenhum talento”

Vivo me deparando com pessoas que sempre repetem a mesma frase: “Não tenho talento”. De vez em quando, elas ficam tão deprimidas e desapontadas consigo mesmas por não conseguirem se destacar em alguma coisa que faz me deixam muito triste, sabia?

Por que essas pessoas ficam se comparando às outras que mostram um dom ou uma habilidade que elas não tem? Não deve ser difícil aceitar e conhecer suas próprias habilidades, ou será que é? Bem, eu não falo disso por achar que não faço parte desse grupo de pessoas, eu faço parte sim. Faço parte do grupo que não sabe cantar, do grupo que não sabe guardar nomes com facilidade, do grupo que não é tão espontâneo e extrovertido, do grupo que não consegue praticar ginástica e do grupo de pessoas que não sabem completamente quem são. Viu só? Não tenho dom em muitas coisas, mas sei de uma que é muito mais importante do que todas elas: Conhecer minhas fraquezas e meus pontos fortes.

A partir do momento em que você usa o que mais sabe e melhor faz a seu favor, o mundo muda. As pessoas começam a reconhecer por aquela tal habilidade, elogios surgem a todo momento pela sua dedicação e, principalmente, pela sua paixão. O que você mais gosta de fazer? No que você é bom? E que tal juntar essas duas questões? Dedique-se por você. Mostre seu potencial ao mundo!

E para deixar toda essa reflexão mais fácil, anote num papel suas qualidades e seus defeitos (contando com habilidades). Depois peça para uma pessoa não muito próxima (não vale namorado e mãe, eles mentem por amor rsrsrs) anotar o que ela mais gosta e não gosta em você. Compare com a outra lista: Viu só como tem certas qualidades que não mostramos aos outros? Então comece AGORA  mostrar seu melhor, não vale a pena deixar para amanhã, certo?

Cansei de ouvir as pessoas se lamentarem pelo que não tem e já disse à muitas que não queria mais ouvir a maldita frase novamente. Disse também que queria encontrá-las num certo dia e me dissessem que o mundo mudou.  Mudou para melhor.

Comportamento

Saudade

Parei pra pensar e percebi que algumas das coisas que não estão presentes nos dias atuais fazem uma falta danada. Não só de coisas, coisas e coisas me refiro, mas de pessoas e momentos, dos melhores. De repente parece que tudo sumiu sem um pingo de piedade.  E o que isso fez comigo? Me fez sentir saudade.

Que saudade faz uma boa gargalhada com amigas momentâneas ou de longo tempo, aquelas que entendem olhares e telepatias, brigam pelo seu bem e que se importam verdadeiramente. Que saudade faz a dependência e imaturidade de ser uma “aborrecente”. Que saudade de ver o mundo como um livro de escrita fácil, história água com açúcar, com um final direto e feliz. Que saudade de ser quem eu era.

Não é que eu não tenha orgulho de tudo o que faço, sou e sonho em fazer, mas parece que aquele mundo se transformou em algo, como uma amiga me disse, superficial. E nem adianta olhar através de uma lente mágica Canon pra tentar ver as coisas mais bonitas, retocadas e perfeitinhas. Então o que é que devo fazer?

Buscar os valores mais importantes nos pequenos momentos, reforçar laços com pessoas que realmente importam, registrar o mundo como ele realmente é e revelar as fotos para que eu nunca me esqueça de que tudo aquilo que deixo pra trás é o que me fez chegar aqui. E por estar no passado, nada será alterado ou apagado. Será eterno.

Comportamento Sugestão

Texto: Namorado e melhor amigo + Sugestão de filme

Namorar é muito bom. Ter uma companhia em dias tediosos, que te divirta, que te entenda tanto em momentos fofos quanto em dias de TPM, que te ame da forma como você é – esse “amar” não é impulsivo  nem passageiro, é sempre firme e cada dia mais intenso.

O namorado dos sonhos é assim, carinhoso, romântico, sexy (pra você e pra mais ninguém), responsável, inteligente, sincero, tem um abraço aconchegante que te faz se sentir segura, confiável e que sempre te coloca em primeiro lugar. Só que não basta ter todas essas qualidades se não for, também, seu melhor amigo.

Uma amizade forte é fundamental pra que um namoro dure. E quando ela está presente, você quer sempre estar em companhia da tal pessoa, entende e se diverte acima de qualquer coisa, conhece todos os defeitos e qualidades e aceita todos eles sem medo. Há muito mais conversas e altos papos de madrugada, assim como brincadeiras e sinceridade nas palavras. E por mais que a intimidade seja totalmente diferente de um amigo qualquer, o sentimento sempre é o mesmo.

Às vezes, pode ser que um amigo de muito tempo seu se torne seu namorado, inesperadamente. Ou pode ser que seu namorado te conquiste aos poucos, tornando-se um grande amigo. Se tem uma forte afinidade, pode acreditar que vai ter amizade e se isso ficar ainda mais profundo, vai rolar namoro.

não procure pelo amor, porque ele sempre vem até você. Sei que é meio demorado às vezes, mas nada se compara a um sentimento que surge naturalmente.

Filme: Amizade Colorida (2011)

Na história, Mila Kunis interpreta Jamie, a caça talentos de Nova Iorque que convence seu cliente, Dylan, interpretado por Justin Timberlake, a mudar-se pra cidade e aceitar um novo emprego. Não demora pra se tornam bons amigos. Num dia, por carência sexual de suas vidas pessoais, decidem fazer um pacto de que farão sexo sem compromisso e que isso não afetará a amizade. Mas com o tempo, as coisas entre eles mudam e a relação não se resume mais a uma simples amizade.

Gostei muito desse filme por retratar que a amizade entre homem e mulher sempre existe e que muitas vezes se torna um romance. Além disso, o filme mostra uma relação divertida, sem drama, atual e sincero entre os personagens, além de cenas comuns do nosso dia a dia.

Assista online: Amizade Colorida

Se você acha que é mais uma comédia romântica, está enganado. Vale a pena assistir o filme, você vai dar muitas risadas e no final vai bater uma vontade de se divertir com seu namorado!